Os acessórios sexuais e os cinco sentidos


Os acessórios sexuais e os cinco sentidos
Oswaldo M. Rodrigues Jr
E-mail: oswrod@uol.com.br

Se você nunca entrou numa sex-shop, ou entrou mas não teve coragem de perguntar para que servia aquele apetrecho esquisito, de nome estranho, como Oromasturdor ou Ben-wa. Aqui está, uma ótima oportunidade para saciar a sua curiosidadade.
Invasão à sex-shop
Os acessórios sexuais têm o objetivo de estimular e saciar as fantasias. São elementos conjugados ao sexo, mesmo que não façam parte integrante dele. Normalmente, atingem os órgãos dos cinco sentidos. Vamos a eles. Sem dúvida, o mais excitante deste cardápio passa pelo sentido do tato.
1º)Tato
Pênis artificiais
Maciço ou oco – com finalidade de encapar o pênis, aumentando-o ou dando-lhe formato diferenciado (“camisões”)
O pênis pode ser de látex ou silicone; tamanhos variação: 11cm de comprimento até 29cm; diâmetro de 2,5cm a 6cm. Alguns até simulam a ejaculação com reservatórios de líquido para produzirem a sensação semelhante à ejaculação. Existe também a possibilidade de se acoplar o pênis a cintas especiais que os sustentem sobre a cintura permitindo uma mulher “ter” um pênis.
Objetos destinados à introdução anal
Muito semelhantes aos utilizados para introdução vaginal, porém, geralmente menores ou menos grossos. Os tamanhos são variáveis da mesma forma que os vaginais.
Objetos ovais
Ovos de plástico com ou sem vibradores para introdução vaginal.
Bolas de tamanhos diferentes
As de pequeno tamanho ligadas por cordão são utilizadas para excitação anal.
Bolas Ben-wa
Bolas pouco menores que um ovo de galinha médio, em número de duas e ligadas por cordão, contendo mecanismos e pesos internos que permitem movimento, chamadas de bolas “Ben-wa”. Essas bolas são para a introdção vaginal e para que a mulher, ao andar com elas, tenha que movimentar os músculos da entrada da vagina com o objetivo de fortalecê-los. Isto ajuda a mulher a ter mais capacidade física para obter orgasmos.

Vaginas
De silicone ou vinil, com ou sem vibrador, com ou sem pêlos.
Anéis do Amor
Enrijecem o pênis e impedem a ejaculação.
Algemas: com chaves e destrave de segurança.
Aparelhos para o pênis: vendidos para “aumentar a potência, comprimento e espessura”

Oromasturbador
O oromasturbador é um aparelho com sucção ou apenas para introdução peniana para a masrturbação e possui uma abertura para o pênis em forma de boca. Pode ser manual ou com vibrador.
Cremes e lubrificantes
TIPSY – “Ajuda a retardar a ejaculação”
KY – Gel lubrificante à base de água
AMPARYS – “Super lubrificante com anestésico”
LICKASEX – Gel lubrificante, sabor morango.
SUPER STYK – “Esquenta e estica o pênis”
VAGIN HOT – “Creme, esquenta e excita a vagina”

2º) Visão
É o órgão dos sentidos mais valorizado pela cultura ocidental. Embora mais fortalecido pelo gênero masculino, não é deixado de lado pelo gênero feminino.
É uma fonte de preocupação e ansiedade a todos, especialmente às mulheres que se esforçam em sincronizar-se com a estética social prevista. A moda tem formatado muitos segmentos das sociedades atuais.

Aqui temos as roupas sensuais e sexuais:
– Lingeries
– Roupas especiais produzidas com a intenção de seduzir e outra direcionadas para o sexo, produzindo elementos eróticos especiais.
– Filmes pornográficos com o objetivo de produzir excitação sexual.

3º)Olfato
– Perfumes
– Perfumes especiais – fórmulas “eróticas ou sensuais” encontradas em sex-shops
– A pele – muitos acham de extrema importância o cheiro da pele do parceiro (a) para o contato sensual e sexual. Em em alguns casos o suor é um elemento importante.

4º) Audição
– Música envolvente e preparatória com CDs.
– Falas macias e melosas para produzir excitação sexual e fala sexual explícita.

5º) Gustação
É o menos valorizado nas atividades sexuais se comparado aos outros órgãos do sentido.
Sua aproximação com a expressão sexual se faz pelos chamados alimentos “afrodisíacos”: ainda não existe comprovação científica sobre a eficácia desses alimentos.
– Valorização de sabores e sensações táteis em lábios, boca, língua, garganta, zonas erógenas e genitália.
Enfim, os acessórios sexuais conectam-se às fantasias. Usá-los ou não é uma opção do casal. A escolha do que usar deve ser de comum acordo.

Oswaldo M. Rodrigues Jr é psicólogo formado pela Universidade São Marcos, dedica-se às questões da sexualidade desde 1984. Prestou serviços de Terapia Sexual ao Instituto H. Ellis, para o qual dirigiu a equipe de psicologia e terapia sexual e participou da coordenação dos cursos de Terapia Sexual e o de Especialização Livre em Sexualidade – em prol dos cursos de posgraduação em Educação Sexual e Terapia Sexual, da Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana.
Instituto Paulista de Sexualidade – http://www.inpasex.com.br

livro "Objetos do desejo" - Iglu Ed.


Fone/fax 55 (11) 3666-5421
e-mail: oswrod@uol.com.br
http://www.oswrod.psc.br

Anúncios

Sobre Psic. Oswaldo M. Rodrigues Jr.

Psychologist and sex and couple´s therapist at Instituto Paulista de Sexualidade www.inpasex.com.br Psicólogo e Psicoterapeuta Sexual e decasais do Instituto Paulista de Sexualidade www.oswrod.psc.br
Esse post foi publicado em acessórios sexuais, estímulo sexual. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s